Quem Somos | O que é? | Aparelhos | Artigos | Agenda | Testemunhos | Perguntas Frequentes | Links | Contato
Artigos
Referências anatômicas na cirurgia do implante auditivo de tronco cerebral
Artigo publicado na Revista Brasileira de Otorrorrorrinolaringologia
V.71, n.3, 282-6, mai./jun. 2005

Versão em PDF
Referências anatômicas na cirurgia do implante auditivo de tronco cerebral

1 Rubens Vuono Brito Neto
2 Ricardo Ferreira Bento2
3 Alexandre Yasuda3
4 Guilherme Carvalhal Ribas
5 Aldo Junqueira Rodrigues Jr.

1 Médico assistente doutor.
2 Professor Associado da Disciplina de Otorrinolaringologia da FMUSP.
3 Doutor em Ciências Médicas, Médico Assistente.
4 Professor de Neuro-anatomia da Disciplina de Topografia Estrutural Humana da FMUSP.
5 Professor Titular da Disciplina de Topografia Estrutural Humana da FMUSP HC-FMUSP.

Resumo:
O implante auditivo de tronco cerebral é uma opção os pacientes surdos que não têm a integridade das vias auditivas preservada. A cirurgia, por sua complexidade anatômica e funcional, requer treinamento específico em laboratório de anatomia por parte do cirurgião. Objetivos: Estudar a anatomia cirúrgica da cirurgia do implante auditivo de tronco cerebral. Forma de estudo: Estudo anatômico. Material e Método: Neste estudo dissecamos cadáver fresco preparado com solução corante injetada nas artérias e veias intra-cranianas. O local de inserção do eletrodo do implante auditivo de tronco cerebral foi estudado através do acesso translabiríntico. Resultados: A técnica cirúrgica utilizada para a implantação do eletrodo de tronco cerebral é semelhante à utilizada na remoção do shwannoma vestibular. O complexo de núcleo coclear, composto pelo núcleo coclear ventral e dorsal, é o local para a colocação do eletrodo. O núcleo coclear ventral é o principal núcleo de transmissão de impulsos neurais do VIII par e seus axônios formam a principal via ascendente do nervo coclear. Tanto o núcleo ventral como o dorsal não são visíveis durante a cirurgia e sua localização depende de identificação de estruturas anatômicas adjacentes. Conclusão: A região de implantação do eletrodo do implante auditivo de tronco cerebral apresenta referências anatômicas que permitem sua fácil identificação durante a cirurgia.